Experiência de aspirantado: para conhecimento mútuo, todas as aspirantes morando juntas durante algum tempo, em uma casa das Filhas de Jesus antes de pedirem a entrada na Congregação.

Oi! Sou Santa Maribel Adon Santos, mas todos me conhecem por Dianny. Dominicana, 24 anos, Licenciada em Contabilidade pela Universidade Autônoma de Santo Domingo (UASD) e trabalho atualmente no Instituto Politécnico Nossa Senhora das Mercês, em Santiago de los Caballeros.

Iniciei a experiência do Aspirantado com as Filhas de Jesús dia 7 de janeiro deste ano. Esta experiência tem sido para mim: sair de mim mesma, encontro, conhecimento próprio, alegria, liberdade, dor, medo, companhia, confiança, entrega, esperança…

Sair de mim. Sempre fui um pouco fechada no que diz respeito a me dar oportunidade, porém o que eu sentia e sinto me ousou buscar, e é por isso que hoje estou aqui, vivenciando o que nunca imaginei e que pouco a pouco me sinto enamorada. É um encontro com Jesus muito humano  que me chama, com todas as minhas imperfeições, a segui-lo e a colaborar na construção do Reino. Encontro comigo mesma, pois estava perdida tratando de buscar coisas que fizessem com que eu me encontrasse, que me preenchessem, coisas externas, quando na realidade tudo estava dentro gritando para ser escutado.

Nesta experiência estou descobrindo em mim coisas que ignorava, e que não queria ver ou simplesmente reconhecer, coisas que me enchem de alegria e paz, outras não tanto, porém, me dão esperança e me fazem confiar ao saber que desde aí também Jesús me chama. Com esta experiência sinto que sou eu mesma, posso reconhecer o que passa comigo, ser livre para senti-lo e expressá-lo, e sinto que é uma das maiores graças recebidas.

Esta experiência está sendo também companhia, caminhar com as minhas companheiras e irmãs. Saber que, desde a luta de cada uma, há alguém que vai com você, que acompanha e acolhe como você é. Cada dia o silêncio, o sorriso, o abraço, as diferenças, o pão partilhado, a oração comunitária vão fazendo com que me sinta mais em casa, mais em família.

 

O que mais posso dizer! Estou em processo, estou vivendo, vou fazendo caminho com Jesus, continuo descobrindo cada vez um Jesus muito diferente daquele que conhecia, um Jesus enamorado por mim e que, hoje, decido seguir.

 

0
0
0
s2sdefault