Hoje, sábado, 9 de outubro, celebramos o Encontro de Educadoras das escolaes da Madre Cândida, organizado no marco do Ano Jubilar nos 150 anos de Congregação. Coincidiu no mesmo dia em que a Igreja deu início ao sínodo, “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”. Nosso encontro também quis ser uma resposta a essa caminhada juntos.

Reunimos cerca de 400 educadores das Escolas Madre Cândida, com representantes de 58 centros educacionais. Muitos eram das "nossas" escolas, das Filhas de Jesus.

O resto, das escolas que dirigimos ou que levam nosso selo, como Fe y Alegría da Bolívia, as da República Dominicana ou as escolas da Fundação Educacional Jesuitina da Espanha. Moçambique e Cuba também foram convidados. Participaram as duas residências universitárias da Espanha, um internato da Bolívia e outro de Bangladesh. São trabalhos educacionais um pouco diferentes dos anteriores.

Em sua saudação, a Superiora Geral, Graciela Francovig, nos colocou como objetivo do encontro e nos convidou a fazê-lo de dentro:

Hoje queremos começar uma rede, queremos responder ao apelo da XVIII Congregação Geral.

Fazemos uma pausa para ESCUTAR INTERIOR a este apelo, para o recordar: “Promover a união e articulação, a nível universal, dos educadores das escolas que seguem o caminho educativo da M. Cándida, para reflectir sobre os desafios educativos que o mundo nos apresenta. caminhos atuais e futuros. Ajudará nossas escolas a ganhar força evangelizadora e a se abrir para uma educação com horizontes mais amplos ”.

 

Nós o deixamos ressoar conosco novamente, como da primeira vez que o ouvimos. Qual foi a sua reação, o que surgiu em você? E ficamos em silêncio para relembrá-lo, nós o compartilhamos e a comunhão começou a ser construída. Graciela escolheu três palavras: missão, compromisso e alegria. E depois nos convidou a ouvir o Evangelho do dia: “Bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a cumprem”. É um convite à missão com a promessa de que Jesus nos encorajará em nossas buscas. 

Ele teve duas outras boas coincidências hoje.

Hoje é sábado, que nos lembra a Maria, e é o dia 9, o da nossa Fundadora. Como eles, quando cada um de nós escuta o que Jesus põe no fundo do nosso coração e educamos, vivemos e acompanhamos a partir daí...somos felizes, mesmo que tenhamos muitas dificuldades ou que nos traga problemas. Jesus também os tinha. Recebemos a confirmação de Deus em nossa missão com o dom da paz.

Assim, com a disposição do coração, continuamos nosso encontro com as duas apresentações: Os desafíos educacionais colocados pelo mundo de hoje e A escola da Madre Cândida.

Em primeiro lugar, Juan Antonio Ojeda Ortiz, fsc, Chefe de Projetos da OIEC (Escritório Internacional de Educação Católica) e Consultor da Congregação para a Educação Católica, após uma breve análise da educação atual, explicou os desafios educacionais do nosso mundo, em geral, e para a escola católica em particular. Ele os escreveu como um decálogo. 

1.- Diagnosticar e compreender qual é o real estado da educação que vocês oferecem em seus centros, salas de aula, corredores, pátios ...

2.- Enfrentar a mudança numa perspectiva colaborativa, trabalhando em conjunto e em rede, envolvendo todos os agentes da comunidade educativa (Diretores, professores, famílias, crianças / jovens, colaboradores ...), contando também com o contexto.

3.- Professores de alma, comprometidos com a educação como bem comum, capazes de “iluminar, abençoar, vivificar, elevar, curar, libertar” (EG, 273).

4.- Colocar a pessoa no centro de sua aprendizagem, facilitando sua participação e colaboração ativa, capacitando-a para transformar suas vidas e seus contextos.

5.- Uma escola em saída, capaz de ir e chegar às periferias interiores e exteriores da própria escola ou centro educacional, chegando aos mais fracos, mais vulneráveis ​​e necessitados, evitando as desigualdades e o descarte...

 6.- Nesse cenário, o Pacto Global pela Educação se apresenta como uma oportunidade e um compromisso de mudar a educação e responder às necessidades e aos desafios de hoje e de amanhã, trabalhando juntos, para mudar a sociedade, para que seja mais humana, fraterna, solidária. .e sustentável.

7.- Gerar uma comunidade cristã referencial, que seja el coração da escuela.

8.- Inovar e experimentar, não por moda, mas pelo compromisso de servir e educar melhor.

9.- Uma escola conetada com a vida.

10.-Mudar a educação significa ser capaz de modificar e enriquecer o currículo.

TEXTO COMPLETO y APRESENTAÇÃO PPT

Após a intervenção de J.A. Ojeda, tivemos 5 minutos de reflexão pessoal para sublinhar, a partir da nossa própria experiência, os desafios aos quais a nossa escola se sente chamada a responder.

A seguir, Mª Teresa Pinto Terradillos FI, Conselheira Geral e responsável pela área da Educação na Congregação, fez uma apresentação sobre “A escola de M. Cándida”. A partir dos Conselhos às Professoras que a nossa Fundadora escreveu, algumas iluminadas pelas Constituições das Filhas de Jesus, Teresa começou a comentar os acentos que Madre Cândida imprimia em nossas escolas.  

As irmãs quem estudaram a pedagogia da Madre Cândida viu nela três eixos: a glória maior de Deus, o amor às meninas e a educação cristã da virtude, começou por nos dizer. Esses três eixos estão presentes nos Conselhos que Teresa apresentou em três blocos: o método, a pessoa (o aluno, os pais, os professores, as lideranças, a equipe) e o lugar de fé e religião na escola de M. Candida. 

Expressa nas palavras de seu tempo, Teresa encontra em seus Conselhos referências à inteligência emocional, lideranças, trabalho em equipe, ecologia integral...e afirma: “Parece que Madre Cândida não estava longe do Pacto Global pela Educação

Ela conclui sua apresentação olhando para o futuro e afirmando com Javier Cortés, SM: "Os grandes desafios que nossos alunos enfrentarão nas próximas décadas serão fundamentalmente éticos." E lembrou o que bem sabemos, que a Matéria principal que os Educadores transmitem é o que vivemos de dentro e que os alunos captam sem esforço.

 

Ela propôs duas questões para o trabalho das equipes:

 

TEXTO COMPLETO     e    APRESENTAÇÃO

Depois do trabalho sempre enriquecedor dos grupos de línguas, tivemos a partilha em que algumas secretárias participaram espontaneamente. Entre os ACENTOS mais repetidos estavam a proximidade com o aluno, educando a pessoa inteira e fazendo com a vida. Para isso, precisamos ser educadores com alma e intensificar a formação espiritual no carisma.

E alguns MEIOS que se sugeriram para criar a rede universal: equipas que continuam a promover a rede, utilizam as possibilidades das tecnologias, partilham experiências e materiais, geram uma pequena estrutura que nos liga e mantém ...

Graciela resume no final: 

Gostei muito que surgiu o assunto da pessoa do aluno do centro. Acrescentaria educar a pessoa integral e para a amizade social, convivência e relacionamento, já que hoje nosso mundo precisa muito disso.

Os últimos minutos são reservados para o exame inaciano da reunião. É relembrar o que foi vivenciado durante essas três horas. Vamos ao fundo de nós mesmos, preciso de ajuda e peço quem pode me dar. "Venha comigo, dê-me a sua mão e diga-me como tem estado comigo neste tempo, no que ouvi, no que senti, no que desejei, no que partilhei." E li os sentimentos que surgiram em mim nessas horas e paro no sentimento mais forte e poderoso. E eu entendo para onde isso me leva, para onde isso me empurra. E voltamos a partilhar no chat: gratidão e empenho; desafio e desejo de rede; alegria e encorajamento; gratidão, sintonia; verdadeira mudança de dentro; acionado...

Cada centro tem a tarefa de descobrir onde Deus nos mostra o caminho, olhando para a realidade em que estamos e ouvindo o carisma que recebemos, pessoalmente e como Corpo. O Governo Geral compromete-se a continuar a trajetória iniciada já no sexenio anterior.

Na segunda-feira voltamos para nossas escolas, mas sabemos que não vamos sozinhos. A teia começou a se tecer. Obrigado a todas as pessoas que foram, que compartilharam, o interesse que tem sido. Pedimos ao Senhor que nada disso se perca, que seja Ele quem nos impulsiona a continuar nosso caminho.

 Até a próxima reunião.

 

Equipo Internacional de Comunicação

0
0
0
s2sdefault