Estamos prestes a abrir um processo sinodal que vai durar dois anos. Esta palavra vai entrando gradativamente no nosso vocabulário e na realidade eclesial que devemos viver.

Em sua raiz etimológica grega, o significado é "caminho junto". Em 2020, o Papa Francisco convocou o próximo Sínodo com este tema: “Por una Iglesia sinodal: comunión, participación y misión”.Durante esses anos de seu pontificado, ele tem repetidamente mencionado que a sinodalidade é um caminho principal na vida da Igreja.  

Por ocasião do 50º aniversário da constituição do Sínodo dos Bispos (17 de outubro de 2015), pronunciou as seguintes palavras: “O que o Senhor nos pede, em certo sentido, já está contido na palavra Sínodo. Caminhar juntos - leigos, pastores, bispo de Roma - é um conceito fácil de expressar, mas não tão fácil de colocar em prática”.

Na preparação para este evento foi necessário iniciar um processo que se prolongaria no tempo, pois o final dele será a Assembleia dos Bispos em outubro de 2023. Portanto, temos dois anos pela frente para fazer este caminho juntos.

Todo o itinerário que se abre este mês já foi publicado e tem várias fases: conferências diocesanas, episcopais, continentais e universais. Nesta caminhada, será elaborado o Documento de Trabalho, que servirá de base para a Assembleia dos Bispos ao finalizar o processo.

Nos dias 9 e 10 de outubro, a abertura será realizada em Roma com este programa.

No sábado, dia 9, haverá um momento de reflexão sobre o início desse caminho, com espaços de oração liderados por Cristina Inogés Sanz, da Espanha e Paul Beré sj, de Burkina Fasso.

Um discurso do Papa e do Card. Hollerich sj, Relator Geral do Sínodo. É arcebispo de Luxemburgo e presidente das Conferências Episcopais da Comunidade Européia (Comece).

Depois, haverá vários testemunhos de pessoas de todo o continente, sobre a sua experiência baptismal, os serviços eclesiais e o que esperam desta caminhada. O resto da manhã será dedicado ao encontro de grupos por idiomas sobre os temas do Documento Preparatório.

No domingo, dia 10, será celebrada a Eucaristia de abertura na Basílica de São Pedro, presidida pelo Papa.

Os dias 11 e 12 seguintes serão dedicados ao trabalho de Comissões que são quatro: Comunicação, Espiritualidade, Metodologia e Teologia.

E no domingo, dia 17, este processo começa em todas as dioceses do mundo.

Momento eclesial significativo para um caminho de oração, de escuta recíproca e do Espírito pedindo luz e força para encontrar as respostas adequadas ao mundo de hoje.

Continuaremos compartilhando ...

 

María Luisa Berzosa fi
Curia General - Roma

0
0
0
s2sdefault