Hoje, 31 de julho, marca o fim do Ano Inaciano no qual celebramos, com a Companhia de Jesus, o aniversário da ferida sofrida por Inácio de Loyola em Pamplona. É o quinto centenário de uma experiência que o transformou para sempre, e deu origem a uma espiritualidade que facilitou o encontro com Deus de uma multidão de pessoas de geração em geração. As Filhas de Jesus fazem parte desta corrente espiritual.

"Além de recordar um acontecimento histórico de importância universal, o vivemos como uma oportunidade de atualizar essa experiência em nós mesmos, em nosso relacionamento com Deus, com os outros e com a criação. (Inácio 500)

Inácio era um buscador incansável da vontade de Deus. Com Cristo e como Cristo. Para si mesmo e para o grupo. Sozinho e com outros.

Celebrando este 31 de julho de mãos dadas com Inácio e o aniversário de Pamplona, convida-nos a rever nossas feridas e a ser gratos por como o Senhor nos transformou através delas. Da mesma forma, convida-nos a acolher as feridas de hoje: as do nosso mundo, as do meu país, as da Congregação, as da minha comunidade, da minha família, do meu grupo de trabalho, as minhas próprias... e a continuar procurando para onde o Senhor quer me levar/nos.

Como Família da Madre Cândida, o primeiro chamado do CG XVIII ressoa conosco: "Colocar em prática o discernimento em comum para que nossos projetos apostólicos respondam ao bem mais universal e às maiores necessidades". Que assim seja, para que nossos projetos, como os de Santo Inácio de Loyola, respondam à vontade de Deus.

AQUI você pode participar do encerramento do Ano Inaciano.

 

0
0
0
s2sdefault