Nosso projeto se enquadra na mudança pedagógica que iniciamos nos colégios das Filhas de Jesus faz cinco anos. O aluno protagonista de sua própria aprendizagem, as inteligências múltiplas como novo paradigma educativo, a aprendizagem cooperativa como o eixo do processo e a nova função do professor são os pilares fundamentais do projeto. Assim concebido, o equipamento dos iPad é muito mais do que mera ferramenta. Trata-se de equipar o colégio com um suporte que permita ir fazendo realidade as quatro transformações da escola: currículo, função do professor e do aluno, organização e funcionamento e, por último, a arquitetura.   

O reconhecimento com o prêmio de Escolas Católicas Madri ao melhor projeto do centro no uso das novas tecnologias em aula, é um impulso para continuarmos dando passos. Contamos com a inestimável ajuda de nosso colégio de Vigo, estamos muito agradecidas a Nacho seu diretor, e a Alberto responsável por TAC. Deles e com eles aprendemos muito, comprovando mais uma vez que as “redes” nos ajudam a crescer, a melhorar... porque juntos somos muito mais.
O professorado de Maria Virgem esteve muito envolvido no projeto Aula i+. Foram muitas horas de formação, supôs um desafio, fácil para alguns e mais custoso para outros, e experimentamos que a ajuda dos companheiros faz mais suave enfrentar os desafios. Sobretudo, contamos em todo tempo com uma equipe TAC totalmente comprometida, e que foi o verdadeiro motor de todo o projeto. Sem eles, nada de tudo isso teria sido possível.
Foi colocado em prática no ano escolar 2015 – 2016 para os alunos de 4º de “Primaria”, 1º de ESO e 4º de ESO, e se ampliou no curso 2016-17 para os alunos de 5º de “Primaria”, 2º de ESO e 1º de “Bachillerato”. Este projeto se ampliará no ano escolar seguinte para os de 6º de “Primaria”, 3º de ESO e 2º de “Bachillerato”. Supõe dar a cada aluno uma porta de acesso sempre aberta à tecnologia e ao mundo digital, mas, sobretudo uma porta a um mundo que está muito além das quatro paredes da sala de aula e da escola.
A segurança e a proteção dos menores nos âmbitos digitais foi uma prioridade desde o início, além da educação no uso responsável das novas tecnologias, como parte essencial da formação do cidadão do século XXI.

Com estas premissas, as normas e condições do Projeto foram se desdobrando sustentadas sobre três pilares fundamentais que nos parecem chaves para a educação digital de nossos alunos: segurança, privacidade e responsabilidade. Para conseguir esta finalidade demos aos alunos instruções e formação, aperfeiçoamos a segurança da rede do colégio e adquirimos potente software que permite a gestão remota dos 450 dispositivos que conectam simultaneamente a internet com as demais equipes do colégio.
Pedagogicamente o projeto se apoia não somente na acessibilidade que internet e as tecnologias garantem aos dados e conteúdos curriculares, mas fundamentalmente na potência que estas ferramentas têm ante a personalização da aprendizagem, o desenvolvimento do pensamento crítico e criativo de nossos alunos e a possibilidade de criar, na sala de aula, comunidades de aprendizagem e de coparticipação ou cocriação do conhecimento etc.
Felicitamo-nos mutuamente pelo êxito, e agradecemos o esforço de muitos que o tornou possível.
Apresentaremos a experiência no SIMO, e ali poderemos nos encontrar.

Rosa Mª Romo fi, directora do colégio María Virgen de Madrid

(*) O projeto Aulai+ CMV supõe a incorporação às aulas de tablets Apple iPad WiFi 32GB, modelo 1:1 (um dispositivo por aluno), e a substituição de livros em papel por livros digitais e outras aplicações educativas.

0
0
0
s2sdefault