A Superiora Provincial de Índico Pacífico, Thelma Barbarona, indica em sua última carta circular que dia 18 de novembro de 2016 o edifício de Hayama (Japão), que foi nossa primeira casa, mais conhecida como "Casa Branca", foi registrada como um bem cultural tangível pelo Conselho Nacional de Assuntos Culturais. O edifício construído em 1914, costumava ser a vila do príncipe Higashi-Fushimi-Miya Yorihito (1867-1922). Depois da Segunda Guerra Mundial, foi doado à Congregação pela Diocese de Yokohama que a tinha comprado, e foi a base da Congregação quando as Filhas de Jesus iniciaram sua presença apostólica no Japão. Agora é um dos "Cem edifícios da Prefeitura de Kanagawa'.
Ao ser transformada em uma propriedade cultural nacional, pessoas e grupos vão a Hayama para visitar o lugar por seu valor cultural. Uma resenha muito interessante de sua história, que toca de perto nossa própria história como Filhas de Jesus no Japão, pode ser encontrada aqui. Esta é uma tradução do Sr. John Kawakami do artigo publicado na edição de 25 de dezembro de “Catholic Weekly”, periódico nacional da Igreja Católica no Japão. Também foi apresentado como um documentário da televisão exibido para todo o país em janeiro deste ano. 

0
0
0
s2sdefault