loader image

Consolação – #9for9FI

agosto 5, 2023

Resumo da catequese

Nas nossas catequeses sobre o discernimento, já falámos anteriormente da desolação, mas hoje reflectimos sobre outro elemento importante: a consolação.

A consolação é uma experiência de a alegria interior que reforça a fé e a esperança, e também a capacidade de fazer o bem. A pessoa que vive a consolação não desiste perante as dificuldades, porque experimenta uma paz que é mais forte do que a provação.

É um movimento íntimo, que toca as profundezas de nós próprios. Não é vistoso, mas suave, delicado, como uma gota de água numa esponja (cf. S. Inácio de L., Exercícios Espirituais, 335): a pessoa sente-se envolvida na presença de Deus, sempre no respeito da sua própria liberdade. Nunca é algo fora de sintonia, que tenta forçar a nossa vontade, nem é uma euforia passageira.

Tem sobretudo a ver com a esperança Olha para o futuro, põe-se a caminho.

A consolação espiritual não é “controlável”, não é programável à vontade, é um dom do Espírito Santo . É espontânea, suave e pacífica.

Mas sejamos vigilantes. Temos de distinguir bem a consolação que vem de Deus das falsas consolações. São mais barulhentos e vistosos, são puro entusiasmo, são um fogo fátuo, sem consistência, que leva a fechar-se sobre si próprio e a não se preocupar com os outros. Falsa consolação deixa-nos vazios, longe do centro da nossa existência. É por isso que é necessário discernir, mesmo quando nos sentimos consolados. Porque a falsa consolação pode tornar-se um perigo, se a procurarmos como um fim em si mesma, obsessivamente, e esquecermos o Senhor.

Na vida da Madre Cândida

Podemos dizer que a consolação é uma constante na Madre Cândida, coexistindo com as dificuldades e preocupações. Recordamos um momento de consolação quando os primeiros votos foram pronunciados a 8 de dezembro de 1873. É assim que ela nos conta María Luisa Matamala no livro “Juanitatxo conta-nos a sua vida”:

Chegou a 8 de dezembro. Desta vez, não caiu neve em Salamanca. E havia uma ausência dolorosa na casa. Faltava Padre Herranz . A alegria estava um pouco manchada, mas os nossos corações, como então, estavam prontos.

Quando li na fórmula dos votos aquelas palavras “Prometo pobreza, castidade e obediência…” a minha voz tremeu.

Como posso dizer-vos o que vivi dentro de mim? Senti uma alegria profunda por ter dito sim a Deus, por ter respondido ao chamamento que senti na minha adolescência, no meio das sombras e da escuridão. Agora, como nessa altura, Jesus era tudo para mim.

Não pensem que só experimentei doçura. Cipriana Vihuela a jovem que tinha vindo comigo de Valladolid e que parecia estar alegre e pronta para tudo, olhou para trás. Na véspera de fazer os votos. Ele achou esta coisa da obediência demasiado difícil e deixou-nos. Das seis fundadoras nesse primeiro dia 8 de dezembro, faltava uma no altar. Havia outra ausência em casa e um vazio doloroso no meu coração.

Páginas 61 e 62

E tu?

Reconheceis no vosso caminho experiências de verdadeira consolação? Que situações o acalmam, enchem-no de esperança, aumentam a sua fé e aproximam-no dos outros? Confunde por vezes a consolação com uma alegria superficial que só o enche de si próprio? Está habituado a ler onde a consolação o move para não se deixar enganar?

Ler e ouvir a catequese completa: Consolação e Verdadeira Consolação.

Relacionados

四旬期第 3 主日

上帝对子民的爱 上帝对子民的爱 从本主日的第一篇读经开始,我们就进入了教皇的2024 年四旬期文告。 我是耶和华,你们的神,曾将你们从埃及,从为奴之地领出。"这是摩西在西奈山上被授予的"十诫"的开篇(出埃及记 20:2)。...